O Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) instituiu, nesta quinta-feira (31), a Classificação Brasileira de Diagnósticos Fisioterapêuticos (CBDF). A finalidade é reforçar a valorização da profissão.

O documento é um trabalho do COFFITO em parceria com os Conselhos Regionais, e representa uma conquista inédita para a Fisioterapia Brasileira que poderá descrever e codificar os termos dos Diagnósticos Fisioterapêuticos baseados nos modelos biopsicossocial e funcional da saúde.

Desde a criação da profissão de Fisioterapia, os diagnósticos eram dados pelos profissionais sem qualquer codificação ou terminologia padrão, cabendo a cada profissional atribuir uma nomenclatura de acordo com a análise do paciente. Com a implementação da CBDF isso não acontecerá mais, pois o profissional poderá ser mais preciso na indicação e no tratamento do distúrbio funcional, otimizando o seu registro.

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 4ª Região (CREFITO-4 MG) colaborou ativamente para a criação da CBDF, inclusive integrando, por meio de sua conselheira, Dra. Flávia Massa, a Comissão Nacional de Procedimentos Fisioterapêuticos e o Grupo de Trabalho sobre Estruturação do Termo Diagnóstico Fisioterapêutico do COFFITO.

#CBDF #Coffito #crefito4 #crefitos #Fisioterapia
.
.
.
#PraTodosVerem #PraTodosLerem: imagem com tonalidades verde e amarelo. Em primeiro plano duas fotos menores do evento ocorrido no COFFITO, a logomarca da CBDF (Classificação Brasileira de Diagnósticos Fisioterapêuticos), além dos dizeres, “Em parceria com os Regionais, COFFITO lança Classificação Brasileira de Diagnósticos Fisioterapêuticos”, e “A conselheira do CREFITO-4 MG, Dra. Flávia Massa, integra a Comissão Nacional de Procedimentos Fisioterapêuticos do Conselho Federal, responsável pele estudo e criação da nova Classificação”. No canto inferior direito a logomarca do CREFITO-4 MG.