Contrário à resolução do COFEN que trata do Pilates para enfermeiro, CREFITO-4 MG analisa medidas cabíveis para impugnação da norma

Resolução nº675 também está em análise técnica e jurídica no COFFITO

Diante da repercussão gerada pela publicação da Resolução nº 675, publicada pelo Conselho Federal de Enfermagem (COFEN), no dia 12 de agosto, em que dispõe sobre as competências do enfermeiro para a atuação na área do Pilates, o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 4ª Região (CREFITO-4 MG) esclarece que é veementemente contrário à normativa e já analisa, junto a sua Procuradoria Jurídica, medidas cabíveis na defesa das prerrogativas do uso do método, que tem evidências científicas de efeitos para reabilitação dentro do âmbito de atuação privativo do fisioterapeuta.

Cabe ressaltar que a referida resolução também está em análise técnica e jurídica pela Procuradoria Jurídica do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), a fim de buscar a impugnação da norma.