O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 4ª Região (CREFITO-4 MG) encaminhou ao Ministério Público de Minas Gerais denúncia de irregularidades na escala de vacinação de Juiz de Fora, tendo em vista que o município não tem respeitado o Plano Nacional de Imunização, que define os profissionais de saúde, incluindo fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, como prioritários.

O CREFITO-4 MG se reuniu, no dia 9 de abril, com representantes da Secretaria de Saúde de Juiz de Fora para cobrar ações efetivas de vacinação dos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. Contudo, a Prefeitura continuou descumprindo as regras de prioridade, restando ao conselho o envio da demanda ao Ministério Público para garantir o direito de imunização urgente dos profissionais.

CREFITO-4 segue na luta pela imunização de todos os fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais

O CREFITO-4 MG, por meio do seu “Comitê de Acompanhamento da Imunização contra a Covid-19 dos fisioterapeutas e dos terapeutas ocupacionais”, tem monitorado a imunização dos profissionais de todos os municípios mineiros, estabelecendo parcerias e ações conjuntas com os agentes públicos a fim de facilitar a imunização.

ASCOM/CREFITO-4 MG