Hospital de Pouso Alegre usa máscaras de mergulho para tratamento de pacientes com Covid-19

Fisioterapeuta do Hospital Samuel Libânio explica a utilização do equipamento nos acometidos pela doença. Técnica não invasiva ajuda a prevenir a contaminação da equipe de saúde

O Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL), localizado na cidade de Pouso Alegre, Sul de Minas, utiliza, desde abril, máscaras de mergulho para tratar paciente acometidos pela COVID-19. A prática é uma alternativa aos respiradores, usualmente manipulados em pacientes em estado grave. Criada por um médico italiano, a solução foi aperfeiçoada no Brasil e ajuda a prevenir contaminação da equipe de saúde. O design europeu permitia que 50% dos gases passassem para o ambiente. Uma equipe de brasileiros, composta por engenheiro, médico e fisioterapeuta, conseguiu reduzir este número para 5% de risco de contaminação no ambiente.

As máscaras de mergulho estão sendo utilizadas em pacientes das UTIs e também na unidade de setores Covid e em pacientes com suspeitas da doença. A iniciativa da implementação da nova técnica foi do serviço de Fisioterapia do hospital, por intermédio do infectologista, Dr. Breno Pontes, após estudos sobre a eficácia do material em pacientes e a elaboração do protocolo de atendimento baseado nas recomendações da Associação Brasileira de Fisioterapia Cardiorrespiratória e Fisioterapia em Terapia Intensiva (ASSOBRAFIR).

A utilização da referida máscara é qualificada como terapia de ventilação não invasiva. Por outro lado, ocasiões em que o paciente é intubado são características das terapias invasivas. “O resultado tem sido muito positivo, pois estávamos limitados a fazer a ventilação não invasiva por medo de estar contaminando o ambiente. Já com a máscara de mergulho, que apresenta vedação e a possibilidade de contaminar o ambiente apenas 5%, estamos tendo um resultado importante, assistindo mais pacientes, evitando que eles sejam intubados ou precisem de leitos de UTI”. É o que afirma a coordenadora geral de Fisioterapia do HCSL, Dra. Karina Maria Celani.

CREFITO-4 MG presente no Sul de Minas

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 4ª Região tem realizado, em todas as regiões do estado, capacitação para fisioterapeutas atuarem nas UTIs no combate ao novo coronavírus. Entre os dias 29 de abril e 1º de maio, a cidade contemplada foi justamente a de Pouso Alegre, alcançando profissionais de diversos municípios do Sul de Minas.