CREFITO-4 MG busca junto a planos de saúde medidas para atenuar impacto financeiro das clínicas

O presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 4ª Região (CREFITO-4 MG), Dr. Anderson Luís Coelho, encaminhou, nesta quinta-feira (19), aos diretores-presidentes das Unimeds, ofícios propondo medida que atenue o impacto financeiro das empresas de Fisioterapia e Terapia Ocupacional credenciadas às UNIMEDs mineiras gerado pela propagação do COVID-19.

O documento sugere que as guias de SADT (Serviços de Apoio Diagnóstico e Terapêutico) já autorizadas para atendimento ambulatorial de Fisioterapia e Terapia Ocupacional sejam faturadas em sua totalidade, independentemente da suspensão da assistência por medida preventiva da disseminação da COVID-19, e que esse crédito possa ser utilizado pelo beneficiário no prazo de 9 meses para continuidade do tratamento.

Ofícios de igual teor serão encaminhados a outras operadoras de planos de saúde que operam no estado mineiro.

ASCOM/CREFITO-4 MG