CREFITO-4 MG participa de debate sobre diabetes em Poços de Caldas

O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 4ª Região (CREFITO-4 MG) participou, nesta terça-feira (13), em Poços de Caldas, da “Roda de Conversa sobre Diabetes”. O evento foi promovido pela Câmara Municipal de Poços de Caldas em parceria com a Associação dos Diabéticos da cidade (ADPC). Dr. João Carlos Naldoni Júnior, delegado de representação política do CREFITO-4 MG em Poços de Caldas representou a autarquia.

Dentre vários temas abordados, dificuldades enfrentadas pelos pacientes, serviços oferecidos pelo município, qualidade de vida e políticas públicas na área foram destaques. Também participaram do debate o presidente e representante da ADPC, Paulo Sérgio Costa, e Nanci Saquelli, a enfermeira responsável pelo programa de Diabetes de Poços, Gilmara Franco, a psicóloga clínica, Mariane Saquelli, e a representante da coordenação da Atenção Básica, Daiana Tavares. Marcaram presenças o vereador, Lucas Arruda e o secretário municipal de saúde, Dr. Carlos Mosconi.

O debate faz parte da Semana Municipal de Conscientização sobre Diabetes de Poços de Caldas e tem como objetivo chamar a atenção sobre essa doença, que infelizmente não tem cura e sim um tratamento.

14 de novembro - DIA MUNDIAL DA DIABETES

A data foi instituída pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 250 milhões de pessoas no mundo têm diabetes. Já no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, mais de 13 milhões de pessoas vivem com diabetes e esse número tende a aumentar.

O que a fisioterapia pode fazer pelo diabético?

A fisioterapia é uma verdadeira aliada para a qualidade de vida do paciente com Diabetes. Cabe ao profissional atuar em busca da reabilitação e prevenção das condições motoras, a fim de garantir a independência e funcionalidade do indivíduo. Além disso, o fisioterapeuta é responsável pela prevenção das úlceras, encurtamentos musculares e amputações e também pelo acompanhamento das atividades físicas realizadas pelo paciente, parte fundamental do tratamento.

ASCOM/CREFITO-4