Em quatro meses, CREFITO-4 fiscaliza quase 200 hospitais em Minas

Os agentes fiscais do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 4ª Região (CREFITO-4) fiscalizaram, de abril a julho, 180 hospitais em quatro regiões mineiras: Metropolitana de Belo Horizonte, Zona da Mata, Sul de Minas e Triângulo. A fim de cumprir sua missão para uma saúde de qualidade para a população mineira, bem como defender as prerrogativas dos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, o conselho tem se empenhado em manter uma equipe de fiscalização atuante em todas as regiões de Minas Gerais.

BALANÇO

Dos 180 hospitais fiscalizados, totalizam 27.656 leitos, 3942 leitos de UTI (neonatal e pediátrica 1125, adulto 2649 e coronariana 266). Do total de hospitais, 110 apresentam serviço próprio e 70 apresentam alguma empresa prestadora de serviço. Cerca de 3081 profissionais atuam nos hospitais, com uma média de aproximadamente 17 fisioterapeutas. De acordo com o coordenador do Departamento de Fiscalização do CREFITO-4 MG (DEFIS), Dr. Diego Openheimer, mesmo diante das inúmeras contratações de Fisioterapeutas, ocorridas em decorrência de atos fiscalizatórios pretéritos, ainda é necessária a contratação de pelo menos mais 150 profissionais para sanar o déficit apresentado nas UTIs dos Hospitais do estado.
Além dos prazos concedidos pelo Conselho para regularização, a persistência nas irregularidades ensejará em ações judiciais por parte do CREFITO-4.

MAIS NÚMEROS

Somente 13 hospitais não apresentaram nenhuma irregularidade. Dos demais, em 167 foram encontrados 440 irregularidades, sendo elas:

Ausência de coordenador com título de especialista nas UTIs: 129 hospitais.
Ausência da Declaração de Regularidade de Funcionamento – DRF: 105 hospitais.
Descumprimento da cobertura mínima das UTIs: 82 hospitais.
Ausência de registro junto ao CREFITO-4: 41 hospitais.
Não ter fisioterapeuta exclusivo nas UTIs: 37 hospitais.
Não apresentar escala de plantão dos profissionais à fiscalização: 21 hospitais.
Ausência de Procedimento Operacional Padrão – POPs: 12 hospitais.
Ausência do Programa de Educação Continuada para os profissionais: 10 hospitais.
Insuficiência no preenchimento dos prontuários: 03 hospitais.

SEJA PARCEIRO DA SUA PROFISSÃO. DENUNCIE IRREGULARIDADES.

Se você teve conhecimento de alguma irregularidade, denuncie ao conselho pelo denuncia@crefito4.gov.br. Você também pode enviar pelo aplicativo do CREFITO-4 (CREFITOMOBILE), disponível para IOS e Android (baixe o aplicativo em http://crefito4.gov.br/site/aplicativos/). Todas as denúncias são apuradas e a identidade do denunciante é mantida sob sigilo.

ASCOM/CREFITO-4 MG